Atenas, Grécia

Quando comento sobre Atenas, as pessoas que conhecem falam logo: “Atenas é só História, não tem o que fazer e o aeroporto é precário”. Não podemos esquecer que Atenas sediou Olimpíadas e, com isso, algumas coisas mudaram como o próprio aeroporto, as avenidas, o metrô e a vida da cidade também modificou.
Os gregos são alegres, falam alto, se abraçam, estão muitas vezes em grupos e com famílias. No geral, o centro é a família, onde os filhos casam e levam suas esposas para casa dos pais, com isso, a relação fica muito forte.

Hospedamos-nos no maravilhoso “Grand Bretagne Hotel“, que sofreu uma grande reforma, hoje está luxuoso e pronto para receber as celebridades que visitam a cidade. Fica em frente ao Parlamento, na praça Sintagma, aquela que vemos na TV nas reportagens sobre manifestação, sendo uma ótima localização. Das suítes dá para se ver a troca da guarda, de hora em hora. Do último andar do hotel e durante o café da manhã, tem-se a maravilhosa vista para o Acrópole. O Spa do Hotel é imperdível, com piscina de água salgada, vários tipos de saunas e banhos. O melhor programa para depois de um dia de andanças.

Minha dica é pegar um guia que fale sua língua, pois a língua grega só os gregos para entender. Ao querer táxi peça ao concierge do Hotel não só pedir o taxi como negociar o valor da corrida e, quando voltar, peça a ele que pague, caso contrário você estará gastando um valor maior que normal. Precisa tomar cuidado e negociar tudo.

Na minha opinião, três dias em Atenas são suficientes, isso para não visitar muitos museus, pois há vários deles e, claro, com qualidade impar. Fazer um city tour é importante para ter idéia de toda a cidade.
A vida em Atenas tem influência otomana na gastronomia e, em alguns locais, ainda conserva a memória dos costumes dos povos antigos. Na cidade mora meia população da Grécia, a outra metade está espalhada entre as ilhas que são 2.000 e o interior do continente (fala-se em ate 3.000 ilhas habitadas e desabitadas, ocupa o extremo sul da península bálcãs que vão do mar Jônico, a oeste e mar Egeu e a Turquia a Leste, faz Fronteira com a Albânia, Bulgária, Turquia e Macedônia.

O bairro de Plaka, onde há restaurantes típicos muito parecidos com as cantinas italianas, se fala um pouco de todas as línguas. O serviço é grosseiro, mas com muita simpatia. Os pratos são fartos e o vinho é grego, sem outra opção. Uma boa pedida é o carneiro, que tem sabor e textura especial em função do território que são criados. Outro prato para pedir é Mussaka, berinjela, carne moída e purê de batatas ao forno. É delicioso e se come de entrada, não é prato principal.

Os passeios históricos interessantes: Templo de Zeus, com as 16 colunas em pé, construídas no século 2 e o Arco de Adriano; estádio, que foi restaurado em 1896 para os primeiros jogos olímpicos modernos; Acrópole, que está sempre em restauro é maravilhoso e com uma quantidade de história sem fim, grande parte das esculturas e obras de arte que sobraram estão nos museu de Londres, de Atenas e outros.
Acrópole é da época clássica, quando ainda não existia a escrita e a historia era conhecida por meio de descrições de pessoas que lá estiveram. Os templos eram construídos no local mais alto e mais protegidos das cidades, tinham cunho religioso e faziam parte do cotidiano das pessoas, pois eram edifícios públicos. Os primeiros templos foram construídos em madeira. A partir do século VI passaram a ser em mármore. Acrópole não está na colina mais alta e sim na colina mais protegida e de acesso mais difícil. O edifico mais alto é da igreja de São Judas.

Já o Museu Arqueológico Nacional reúne obras de cinco coleções: Neolíticas e Cicládica, Mecânicas, Geométricas e Arcaicas, e duas obras de bronze: o Cavalo e Pequeno Jockey e Poseidon, que me emocionou muito, além da máscara de Agamenon e jóias e esculturas encontradas nas respectivas épocas.
Para as compras alem do novo Shopping de um passeio no Bairro “Kolonaki”, onde estão as lojas as casas e os restaurantes mais elegantes da cidade.
Com o concierge você pode conseguir restaurantes modernos e culinários maravilhosa

Comments

comments

Leave A Comment