Mini Wedding, tradição europeia que vem para ficar no Brasil


Já há alguns anos vemos os Mini Weddings ou Mini Casamentos acontecerem no Brasil.

Na Europa, assim como no mundo todo, os casamentos acontecem geralmente com números menores de convidados, sendo familiares e amigos próximos.

A exemplo disto, fomos convidados para alguns em vários locais do mundo e tivemos a oportunidade de constatar e ter a vivência real do evento (todos estão em meu site www.valeriafoz.com.br com detalhes).

Estivemos na Itália em dois casamentos: um em Prato, ao lado de Firenze, onde saímos pelas ruas da cidade a pé até chegar na igreja e, após a cerimônia, voltamos para a casa dos noivos numa recepção embaixo da parreira e ao lado da horta; outro em Torre del Greco, entre Nápoli e a Costa Amalfitana, onde tivemos um almoço delicioso no mar e a recepção em um clube da pequena cidade. Em ambos, a alegria, a música, o encontro entre as famílias e a imensa quantidade e qualidade das comidas foram incríveis e uma visita à gastronomia italiana.

Fomos também para a Ilha de Creta, na Grécia, onde vimos pela primeira vez um casamento otomano, numa pequena capela com 360 graus de vista para o mar, onde subimos a colina a pé, tivemos um jantar de recepção na noite que antecedeu o casamento e um jantar após a cerimônia na noite do casamento em um clube da ilha. Foram noites de extremo conhecimento cultural, um festival gastronômico, os rituais, as danças, tudo novo para nós.

Estivémos em um casamento em Punta del Leste com uma recepção no dia anterior com o tradicional churrasco uruguaio e uma recepção após a cerimônia incrivelmente bem decorada e bem servida.

Estivemos em dois casamentos em Trancoso com a legítima gastronomia e afabilidade baiana.

Estivemos em um casamento próximo a São Paulo, onde, no mesmo estilo, um jantar oferecido no hotel onde a família e amigos hospedaram-se. As sobremesas, seguidas de champanhe e vinho, estenderam-se até mais tarde e, após a cerimônia, embaixo da árvore, acompanhada da música de uma mini orquestra. Foi espetacular com amigos e parentes próximos.

Estivemos na Ilha Bela, onde cerimônia e festas foram à beira-mar.

Estivemos em Tiradentes, em Minas Gerais, na oportunidade de vivenciar uma cerimônia em uma igreja verdadeiramente brasileira.

Estivemos em outros tantos casamentos do gênero.

Estivemos em Portugal, na cidade de Cintra. Vivenciamos uma experiência portuguesa na gastronomia, música e costumes.

Vimos que as festas seguem uma tendência deste tipo hoje denominado Mini Weddings. Na minha opinião, a festa do casamento dá aos noivos a oportunidade de estender seu evento e a vivência com seus convidados por mais tempo e mais primor.

 

Geralmente, eles acontecem em um local incomum, uma cidade diferente, em locais diferentes, numa fazenda ou numa casa de campo.

Neste caso, os noivos convidam amigos mais íntimos e familiares. O ideal sempre é enviar o “Save The Date” (reserve sua data) com certa antecedência para que os convidados façam a sua programação.

Os noivos negociam e sugerem hospedagens de forma que o custo fique bom para todos e que todos fiquem juntos ou próximos. Com isto, a festa inicia um dia antes num grande encontro entre amigos, o que facilita que os noivos fiquem livres das salas e da organização de uma recepção para os amigos aqui ou ali. Os noivos já deixam cabeleireiros e translados (quando necessário) tudo organizado.

O ideal é ter uma cerimonialista que organize e faça a logística de todo o evento.

Como todos estão em um único local, participam de todos os preparativos e acontecimentos numa festa interrupta.

Você vai me perguntar: e os noivos pagam tudo? Não, os noivos convidam e vai quem pode.

 

Geralmente, eles acontecem em um local incomum, uma cidade diferente, em locais diferentes, numa fazenda ou numa casa de campo.

Neste caso, os noivos convidam amigos mais íntimos e familiares. O ideal sempre é enviar o “Save The Date” (reserve sua data) com certa antecedência para que os convidados façam a sua programação.

Os noivos negociam e sugerem hospedagens de forma que o custo fique bom para todos e que todos fiquem juntos ou próximos. Com isto, a festa inicia um dia antes num grande encontro entre amigos, o que facilita que os noivos fiquem livres das salas e da organização de uma recepção para os amigos aqui ou ali. Os noivos já deixam cabeleireiros e translados (quando necessário) tudo organizado.

O ideal é ter uma cerimonialista que organize e faça a logística de todo o evento.

Como todos estão em um único local, participam de todos os preparativos e acontecimentos numa festa interrupta.

Você vai me perguntar: e os noivos pagam tudo? Não, os noivos convidam e vai quem pode.

Comments

comments

inexx869
About me

To update Biographical Info , go to: http://yourwebsite/wp-admin/profile.php

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *