Chagdud Gonpa Odsal Ling: Templo Budista Tibetano ao lado de sua casa


Tenho falado muito em meus posts que precisamos nos abrir para o que temos ao redor. Isto é, turismo.
Quando viajamos sem conhecer os locais, descobrimos pequenos lugares, pequenas cidades, restaurantes… Sem nunca ter estado naquele lugar anteriormente.

Surpreendentemente, na maioria das vezes, não sabemos o que temos ao nosso lado.

Moro em Cotia, na Granja Viana há 23 anos e, somente hoje, vim conhecer o templo budista Chagdud Gonpa Odsal Ling. Quanto tempo eu perdi? Pois poderia ter participado das meditações, das palestras sobre as lições que ali acontecem. O local é aberto ao público aos finais de semana para aqueles que querem iniciar e conhecer o fundamento Budista Tibetano.

Na verdade, o ensinamento é tão profundo e, ao mesmo tempo, tão simples que muitas vezes a própria visita já traz muito para você sair renovado e mais equilibrado.

Assim como o Templo Zu Lai – que visitei e escrevi no post passado -, o templo budista Chagdud Gonpa Odsal Ling iniciou da mesma forma: com a visita de uma monja que resolveu ficar no Brasil para semear os ensinamentos budistas tibetano.

A princípio, em uma casa em São Paulo que, posteriormente com o crescimento, tornou-se pequena. Foi quando adquiriram este local que lembra as montanhas e a vista do Himalai,a porém em outras proporções e aqui no Brasil com vista para o verde. No Himalaia, com vista para neve.Chagdud Gonpa Odsal Ling: Templo Budista Tibetano ao lado de sua casa – Por Valéria Foz

O tempo conserva as características arquitetônicas dos templos do Himalaia, as cores que transmitem alegria e os muitos símbolos que transmitem os mantras, emitem o cuidado e a paz.

As bandeiras servem para transmitir e receber paz.

Do lado esquerdo, ao subir a escadaria, está o enorme Buda deitado, que nos mostra que, mesmo sendo superior, somos passageiros. Isto é um ensinamento da impermanência.Chagdud Gonpa Odsal Ling: Templo Budista Tibetano ao lado de sua casa – Por Valéria Foz

Acima, está a sala de meditação e de lições, as lições são palestras dadas pela monja, aberta público aos domingos de manhã e em outras datas apenas para os participantes.

A bela sala conserva todo o ritual, as crenças, os mantras, os budas e o respeito.

Do lado esquerdo ao templo, estão duas casas onde as rodas do sino batem conforme você caminha em uma delas. Os mantras do bem. Na outra, os mantras dos monstros e o mal para não esquecermos que existe o bem e o mal e precisamos lutar e saber vencê-los com sabedoria.

No local, você poderá acender uma lamparina para a humanidade ou para um ente querido, ou mesmo para você. A lamparina significa a luz. “As lamparinas dissipam a escuridão da nossa ignorância, fazendo aflorar clareza e sabedoria.”Chagdud Gonpa Odsal Ling: Templo Budista Tibetano ao lado de sua casa – Por Valéria Foz

No refeitório, a comida é feita cuidadosamente como um mantra e um dever, elaborado pelos monges.
No local, existem moradores permanentes e passageiros. Não existem empregados. Todos que lá que habitam ou passam têm a sua atividade apontada pela monja, que determina e sugere aquilo que lhe cabe.

Conforme falei, apenas a visita já é uma lição de vida e um ensinamento.

Os ensinamentos hoje estão disseminados também pela internet, onde você poderá participar ao vivo de algumas palestras e lições.

Próximo a São Paulo e principalmente no Brasil, no município de Cotia, local que podemos visitar a qualquer momento sem precisar de vistos, trocas de dinheiros ou passagem aérea.

Para chegar lá, é muito simples. Fica no quilômetro 26 da rodovia Raposo Tavares, Estrada dos Agrimensores, 1461, Cotia/SP. Os telefones são: (11) 4703-4099 e (11) 3885-3945.

Comments

comments

Valeria Foz
About me

To update Biographical Info , go to: http://yourwebsite/wp-admin/profile.php

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *